Não é a primeira vez que FSADU se envolve em denúncias sobre plágio em concurso

23 de fevereiro de 2016

/ Redação ImperNews
Em Imperatriz, prova foi anulada depois de confirmada a ocorrência de plágio no último concurso público municipal, realizado em 2012.

 23/02/2016 às 13h30 - Redação ImperaNews
Agora, a FSADU se vê envolvida em novo caso de plágio em questões. (Foto: Reprodução/Internet)
IMPERATRIZ - A Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA (FSADU), banca responsável pela organização do atual concurso público para professor do Estado, está sendo acusada pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) de ter plagiado mais de 20 questões na elaboração das provas. Essa não é a primeira vez que a fundação se envolve em denúncias de plágio.

Em 2012, a FSADU teve que anular as provas para um dos cargos do concurso público da Prefeitura de Imperatriz. Mais de 1.300 candidatos disputavam 20 vagas oferecidas para o cargo de Enfermeiro. Eles tiveram que refazer as provas objetivas, após ser confirmado o plágio em seis questões.

As questões de número: 34, 35, 36, 37 e 38 da prova de Imperatriz correspondem às questões 10, 30, 08, 04 e 01 da prova do concurso público de Pernambuco. Enquanto que a questão de número 33, corresponde à questão número 01 do Processo Seletivo de Residência para o cargo de Enfermagem Cardiológica, realizada no Pernambuco, em 2006.

Denúncias
Professores que prestaram o concurso do Governo do Estado pedem sua anulação de pelo menos 25 questões com indícios de plágio. Já os promotores de Justiça do Centro de Apoio Operacional da Educação (CAOp Educação) consideraram suspeitas oito das 30 questões, ou seja, 26%, da prova comum a todos os candidatos.

Foi verificado, também, a identificação de problemas nas provas de conhecimentos específicos nas áreas de Arte, Língua Inglesa, Física e Geografia. No caso de Física, por exemplo, oito das 40 questões (20%) teriam indícios de plágio.

Para o Ministério Público, a existência de questões supostamente copiadas de outras provas fere os princípios da igualdade de condições entre os candidatos e da moralidade.

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (22) na sede das Promotorias de Justiça da Capital, o Ministério Público entregou uma Recomendação ao Governo do Maranhão para que sejam reaplicadas, em até 30 dias, as provas do concurso público para os cargos de professores de diversas áreas.
© Todos os direitos reservados
Desenvolvido para Portal ImperaNews