MEC altera regra de isenção da taxa do Enem para aluno que faltar prova

15 de maio de 2015

/ Redação ImperNews
O ministério ainda vai definir quais serão as justificativas aceitas para a ausência de alunos nas provas do Enem.

 15/05/2015 às 21h19 - Redação ImperaNews, com informações da EBC
Em 2014, quase 2,5 milhões de estudantes faltaram aos dois dias de prova. (Foto: Reprodução/Internet)
BRASIL - O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta sexta-feira (15), a Portaria que determina a perda do direito de isenção da taxa de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para os candidatos que não comparecerem nos dois dias de provas de forma injustificada.

O objetivo, segundo o governo, é diminuir os índices de abstenção e, com isso, evitar o desperdício de dinheiro público. “As ausências injustificadas de candidatos inscritos no Enem importam, anualmente, em prejuízos vultosos ao Erário”, informou a Portaria.

Na edição do Enem do ano passado, dos 8,7 milhões de alunos inscritos, quase 2,5 milhões faltaram aos dois dias de prova. O número representa índice de abstenção de 28,6%. A maior parte dos faltosos é composta por estudantes isentos da taxa de inscrição.

O ministro da Educação, Renato Janine, destacou que quase 30% das provas do Enem são impressas e transportadas, com infraestrutura e segurança previstas, para alunos que não comparecem. O ministério ainda vai definir quais serão as justificativas aceitas para a ausência de alunos nas provas.
© Todos os direitos reservados
Desenvolvido para Portal ImperaNews