Excedentes do concurso da Polícia Militar realizam ato em Imperatriz

11 de abril de 2015

/ Redação ImperNews
O objetivo do ato é reivindicar que mais candidatos da cidade sejam convocados pelo Governo do Estado para nomeação no cargo de policial militar.

 11/04/2015 às 10h57 - Diego Sousa / ImperaNews
Candidatos excedentes buscam o apoio da população para conscientizar o governo. (Foto: Divulgação)
IMPERATRIZ - Candidatos aprovados no último concurso da Polícia Militar do Maranhão realizaram uma blitz, na manhã deste sábado (11), na Praça de Fátima, no Centro de Imperatriz. O objetivo do ato é reivindicar que mais candidatos da cidade sejam convocados pelo Governo do Estado para o Teste de Aptidão Física (TAF)  nos cargos de policial e bombeiro militar.

"O governo convocou mais de mil candidatos, porém, apenas 27 foram para lotação em Imperatriz. Nós exigimos que mais aprovados sejam convocados não só em Imperatriz, mas em várias cidades do interior do Estado", afirma o candidato Francisco Gomes, que foi aprovado para policial militar no município de Estreito.

Para a candidata Patrícia Oliveira, o número de excedentes que o governo já prometeu de convocar (cerca de 2 mil) ainda é insuficiente para suprir a demanda. "Queremos que o governo abra mais vagas. Somos 10 mil candidatos aprovados e o governo só quer colocar mais mil candidatos nas ruas, sendo que esse número não dá nem para a capital", conta Patrícia.

Excedentes realizaram uma blitz para reivindicar mais vagas. (Foto: Divulgação)
Os candidatos excedentes buscam o apoio da população para a conscientização do governo. Eles criaram um abaixo-assinado para colher assinaturas e, em seguida, encaminhar ao governo. O deputado estadual Professor Marcos Aurélio (PCdoB) esteve no local e disse que conversou com o secretário de segurança pública, Jefferson Portella, e o governador, que disseram que vão analisar o caso.

Esse não é o primeiro o primeiro ato realizado para convocação de novos policiais. Na manhã do dia 22 de janeiro, excedentes do concurso fizeram uma manifestação no retorno da Forquilha, em São Luís. Com faixas e cartazes, os manifestantes cobraram do governo do Estado o aumento do efetivo da Polícia Militar.

O concurso público foi realizado em 2012, sendo oferecidas 2.150 vagas em diversas cidades do Estado, com salário inicial de R$ 2.240,00. Do total de oportunidades, 2 mil são para novos policiais e 150 para soldado bombeiro militar.

Nova convocação

No final do mês de março, o governador do Maranhão, Flávio Dino, anunciou, em uma rede social, a convocação de mais 1.000 candidatos aprovados no concurso público.

Dino afirmou, também, que vai enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei sobre a carreira dos policiais militares do Maranhão, seguindo a Lei de Responsabilidade Fiscal e o orçamento público.
© Todos os direitos reservados
Desenvolvido para Portal ImperaNews