Alunos de Jornalismo da UFMA realizam cobertura do Projeto Rondon

28 de janeiro de 2016

/ Redação ImperNews
Durante este período, os estudantes rondonistas trabalham com a comunidade local sobre ecologia, saúde, cultura e educação.

 28/01/2016 às 17h05 - Divulgação / Ascom UFMA
A Operação Bacuri soma, ao todo, 110 estudantes rondonistas. (Foto: Divulgação/UFMA)
IMPERATRIZ - Acadêmicos do curso de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus de Imperatriz, são responsáveis pela cobertura jornalística e fotográfica da operação regional do Projeto Rondon: Operação Bacuri, que ocorre até o próximo sábado (30), em vários municípios do Estado.

O grupo é composto por oito acadêmicos e três professores do curso de Jornalismo, que estão acompanhando e registrando as ações desenvolvidas pelos rondonistas durante a operação. Os produtos realizados pela equipe são boletins informativos, reportagens especiais, perfil do rondonista, matérias no site oficial e publicações em redes sociais que contribuem para dar maior visibilidade ao projeto.

Primeira vez ocorrendo no estado, a Operação Bacuri soma, ao todo, 110 rondonistas. Eles atendem os municípios de Pedro do Rosário, Serrano do Maranhão, Conceição do Lago- Açu, Governador Newton Belo e Bacuri. Durante este período, os estudantes trabalham com a comunidade local sobre ecologia, saúde, cultura e educação.

O Projeto Rondon é coordenado pelo Ministério da Defesa e é um projeto de integração social que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população. O projeto ocorre todos os anos, desde 2005.

O professor coordenador da equipe, Carlos Claudino, explanou sobre a importância do curso participar novamente do Rondon. "Estar novamente no projeto que tem repercussão nacional é muito importante, principalmente porque desta vez é em nosso estado. Isso proporciona a oportunidade aos nossos alunos de conhecerem melhor a realidade maranhense, bem como acumular novas experiências e aprendizados diversos ao longo de execução do projeto", concluiu.
© Todos os direitos reservados
Desenvolvido para Portal ImperaNews