A+ A- P
Atualmente, mais de 600 mulheres da região são atendidas por mês. Com a casa de saúde, o atendimento será melhor distribuído.

 04/07/2016 às 01h50 - Redação ImperaNews, com informações da assessoria
O hospital atenderá pacientes de oncologia, reduzindo gargalos da especialidade. (Foto: Divulgação/Assessoria)
IMPERATRIZ - Já está em fase de conclusão as obras da Casa da Gestante de Imperatriz (na avenida Pedro Neiva de Santana), que será um ponto de apoio para receber as gestantes da Região Tocantina, a ser entregue na ocasião do aniversário da cidade, no dia 16 de julho. O equipamento, todo estruturado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), se chamará Dra. Eimar de Andrade Melo, em homenagem a medica imperatrizense, que fez história na cidade.

Em pleno funcionamento, o hospital atenderá pacientes da área de oncologia, reduzindo gargalos da especialidade na região. Além desta novidade, o hospital contará com serviços e leitos regulados e referenciados, em segmentos como clínica geral, ortopedia, pediatria, cirurgia geral, neurocirurgia, nefrologia, endocrinologia, gastroenterologia, oftalmologia, vascular, cardiologia e urologia. Serão disponibilizados também serviço de apoio diagnóstico com laboratório, tomografia, RX, ultrassom, mamografia e endoscopia.

Está sendo adaptado o antigo prédio da Unidade Regional de Educação, próximo à Câmara Municipal, para a Casa da Gestante. O local contará com uma estrutura de 20 leitos, copa, administração, estacionamento, recepção, auditório e área de vivência. Serão atendidos casos de gravidez de baixo risco, que contarão com o apoio de uma equipe multidisciplinar. O objetivo é dar toda a assistência necessária às mulheres, desde o planejamento familiar. Os casos mais complicados continuarão sendo recebidos pelo Hospital Regional Materno Infantil (HRMI).

De acordo com o diretor do HRMI, Reginaldo Nascimento Batista, atualmente, mais de 600 mulheres da região são atendidas por mês. Com a Casa, o atendimento será melhor distribuído. “Não será um ambiente hospitalar. Nossa maternidade era para atender só de alto risco, mas hoje atendemos a todas porque não há um local com suporte para atender. Então, essa iniciativa vai melhorar muito o atendimento as grávidas da região”, informou Reinaldo Batista.

Municípios beneficiados com o Hospital Macrorregional de Imperatriz:

REGIÃO DE AÇAILÂNDIA: Açailândia, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Cidelândia, Itinga do Maranhão, São Francisco do Brejão, São Pedro da Água Branca, Vila Nova dos Martírios.

REGIÃO DE IMPERATRIZ: Sítio Novo, Senador La Roque, São João do Paraíso, Ribamar Fiquene, Porto Franco, Montes Altos, Lajeado Novo, João Lisboa, Imperatriz, Governador Edison Lobão, Estreito, Davinópolis, Campestre do Maranhão, Buritirana, Amarante do Maranhão.

REGIÃO DE BALSAS: Alto Parnaíba, Balsas, Carolina, Feira Nova do Maranhão, Formosa da Serra Negra, Fortaleza dos Nogueiras, Loreto, Nova Colinas, Riachão, Sambaíba, São Félix de Balsas, São Pedro dos Crentes, São Raimundo das Mangabeiras, Tasso Fragoso.

REGIÃO DE BARRA DO CORDA: Arame, Barra do Corda, Fernando Falcão, Grajaú, Itaipava do Grajaú, Jenipapos dos Vieira.

Redação Imperanews

Tecnologia do Blogger.